Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Ferramenta Local MailingNet Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | Oficina de Mídia | 11/12/2013 18:38:50 | 131 Acessos
Direitos humanos já! - Por Keiko Ota*

As cenas de vandalismo na última rodada do Campeonato Brasileiro de futebol mostram o quanto ainda somos reféns da violência. Isso acontece justamente quando se aproxima o início da Copa do Mundo e as atenções de todo o mundo se concentram no Brasil.

O que vimos na Arena Joinville é fruto da ação de verdadeiros criminosos. Bem ao contrário do que se espera de um torcedor, que é um cidadão apaixonado pelo seu time e que sabe respeitar seus adversários.

Até quando vamos ver a criminalidade, a violência e a impunidade falarem mais fortes? O poder público tem de assumir sua parcela de culpa e erradicar esse mal. O fato é que ocupamos a incômoda 7ª posição no ranking mundial de homicídios. Ou seja, o crime faz 27,4 vítimas a cada 100 mil brasileiros. Ficamos atrás apenas de El Salvador, Ilhas Virgens, Trinidad e Tobago, Venezuela, Colômbia e Guatemala.

Esse quadro nos coloca, infelizmente, distantes dos preceitos da Declaração Universal dos Direitos Humanos – ainda mais no momento em que celebramos 65 anos de sua proclamação pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Ironia ou não, tudo isso ocorre ao mesmo tempo em que o mundo perde um grande líder como Nelson Mandela, que sempre foi um ardoroso defensor da paz e dos direitos humanos.

A situação ganha um contraste maior quando comparamos os números do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. O estudo indica que os homicídios no país tiveram um acréscimo de 7,6%. O índice, que vinha caindo desde 2000, teve uma elevação de 14% no ano passado.

Dessa forma, fica difícil cumprir o que diz o artigo 3º da Declaração: “Toda pessoa tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal.” Por isso, precisamos de leis mais duras para os crimes contra a vida. Somente assim evitaremos que a criminalidade, a violência e a impunidade continuem ganhando o jogo contra a paz, a justiça e os direitos humanos.

Não sou adepta da tese derrotista de que o Brasil não reúne condições para sediar a Copa do Mundo. Pelo contrário, tenho plena certeza de que faremos um belo evento.

Para tanto, temos de apostar na propagação da cultura de paz. Com isso, será possível incentivar o exercício da cidadania e promover o espírito de solidariedade e fraternidade na sociedade. Daí faremos jus ao artigo 1º da Declaração Universal: “Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotadas de razão e consciência e devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade.” E, espera-se, ganharemos a Copa.

(*) A autora é deputada federal. Contatos: http://www.keikoota.com.br/ / (11) 2092-3337

Compartilhar
Sala de imprensa Oficina de Mídia
Empresa OFICINA DE MIDIA CONSULTORIA EM COMUNICACAO INTEGRADA
Contato Solange Melendez
E-mail smelendez@oficinademidia.com.br Fone (11) 22192433
Editoria (s) Opinião
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
Não há Conteúdos relacionados.
Centro ATUAR EBOOKS JOVENS SP GARANTE
cria DARÁ BOTUCATU JOÃO IMPRENSA COOPERAÇÃO
OBTÉM CLUB LETÍCIA GERAÇÃO MÓVEL PAÍSES
INVESTIDORES NUTRIÇÃO CCBEU ANDA SABINO MAPEAMENTO
SILVA MORADORES ANALÍTICA QUÍMICA OMETTO PAGAMENTO
INAUGURA DIVERSOS DESENVOLVIMENTO SITE FACULDADE JOSÉ
MELHORA ÍNDICES ANA OPÇÃO CONFIANÇA FUNDO
ÁREA IDOSO PÓS LUIZ FISCAL EXPANDE
BAIXOS EMBARCA MARLI SUINOCULTURA REDONDA INTERCÂMBIO
MATERIAL APRENDIZES DEBÊNTURES MORE EDITORA IDENTIFICA
COMUNIDADE CARGILL III INTERNACIONAL ESPAÇO REFORMA
ATIVIDADES MILITARES ALVO GALINHA PROJETO INDENIZAÇÃO
TRABALHOS TIPO PÚBLICA PROGRAMA QUALIDADE EXÉRCITO
BIMESTRE ENCERRA CIDADANIA MICRORGANISMOS PÓS-GRADUAÇÃO PESQUISA
TÍTULOS LÍNGUA CAMINHO SEMANA DELEGACIA CDHU
PLANEJAMENTO DÓLAR RUA PUBLICADOS SOCIAIS EUA
GRADUAÇÃO RECICLÁVEL ESCOLA BÁSICO OURO SOLDADO
GOIÂNIA CORTEZ MÚSICA ESTUDAM PAULO LANÇA
MINISTRO ANHANGUERA VAGAS PLURAL Software SENAC
POLÍCIA IVAN APRESENTAÇÃO PRÊMIO Gonçalves REINTEGRAÇÃO
AUXÍLIO INGLÊS BARBA ESTUDANTE ex-aluno NORTE
LIVRARIA MORADIA PARTICIPA SELVAGENS Prerrogativas VIAGEM
SIMPÓSIO SETORES EXTERNA UNIVERSITÁRIOS Ijuí gratuito
INFORMA VIGILÂNCIA REDE DOWNLOAD palestrar PAIS
OVOS FRANQUEADO GESTÃO CONTROLE Tejon GOVERNO
ETANOL KIDS CIÊNCIA SINAIS sul-sul INVALIDEZ
DETERMINA CATADORES AVANÇADO BRASILEIRA investirem TENDÊNCIAS
SANITÁRIA AURÉLIO ANÁPOLIS MESA incentivadas TERRENO
SEMESTRE RAFAEL CONTA EFICIÊNCIA bigode NEGÓCIOS
MADEIRA LIBRAS POLÍTICA CONGRESSO remodelado MATEMÁTICA
SITUAÇÃO CLÍNICO ADVOCACIA FOLHA Boracéia conduzido
INFÂNCIA NÍVEIS ANUNCIA Guia Megido CI
EDUARDO EDUFSCAR MARÇO EVENTO Disparada ordena
JOINVILLE SELECIONADO CABELO HISTÓRIA Alegrete contraiu
ELEITA CONVIVÊNCIA SOROCABA BRASILEIROS Unemat Lepra
NEGOCIAÇÕES MÓDULO ARARAQUARA ALUNO Senac-RS MIL
IMPULSIONA FORMADOS ESCRITOS CONVERSAR Poffo CURSO
GUILHERME ESTUDA THE APRESENTA Augusti JUSTIÇA
PADRE ENFOCA JUNTOS REUTILIZÁVEL 'Psicologia BRASIL
NOBRE NARRATIVA EXPANSÃO FEIRA Organizações' EDUCAÇÃO
DECISÃO MANTÉM ANIMAIS AGRONEGÓCIO OFERECE UNESP
ANIMAL DEFENSORIA
busca avançada
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta