Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Ferramenta Local MailingNet Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | Tino Comunicação | 25/06/2012 13:52:28 | 1170 Acessos
Especialistas em insônia apontam a manutenção do sono como principal queixa da população
Se antes o problema era iniciar o sono, agora a preocupação é não acordar durante a noite

O que pode ser mais complexo? Não conseguir dormir, despertar cedo ou acordar várias vezes durante a noite? Novos estudos comprovam que atualmente, a principal reclamação de quem sofre de insônia é a desconfortável situação de acordar várias vezes durante a noite. Em um passado recente, pesquisas apontavam que esse tripé era liderado pela dificuldade em iniciar o sono, com a interrupção do sono em segundo lugar e o despertar precoce em terceiro.

A nova realidade coloca a busca pela manutenção do sono como um desafio para a classe médica que também passa pelas mudanças de hábitos da população. Em pouco tempo, costumes pouco saudáveis tornaram-se mais frequentes no estressante dia a dia da sociedade: alimentação inadequada; aumento da ansiedade; sedentarismo; e a evolução da tecnologia, que ao mesmo tempo em que conecta as pessoas 24 horas por dia, também as deixa com menor tempo de descanso, reduzindo a qualidade de vida.

“A busca pela manutenção do sono é um desafio unânime para os profissionais da área. Se antes, tínhamos a preocupação de fazer com que o paciente iniciasse a noite de sono, hoje a nossa missão vai além: trabalhamos para que esse indivíduo não acorde várias vezes durante a noite. Nesse contexto, é importante adotar o controle adequado para as duas frentes – início e manutenção do sono”, explica Dalva Poyares, neurologista, pesquisadora e membro do Instituto do Sono de São Paulo.

Em estudos epidemiológicos conduzidos por um dos principais cientistas internacionais sobre insônia, o Dr. Thomas Roth, do Henry Ford Hospital Sleep Center, e divulgados recentemente, foram avaliados os resultados de mais de 10.000 questionários, nos quais os participantes foram interrogados sobre os seguintes problemas: dificuldades para iniciar o sono; dificuldades para mantê-lo e problemas em acordar cedo demais e ter um sono não reparador. Estes quatro tipos de distúrbios do sono foram caracterizados após a aplicação de questionários que exigiam que os sintomas estivessem presentes em mais de três noites por semana durante um mês. Os pacientes, além disso, podiam livremente relatar problemas relacionados à insônia como ansiedade, fadiga, angústia e incapacidade de realizar determinadas funções habituais. A queixa mais frequentemente encontrada foi relacionada à manutenção do sono.

Sobre a insônia

A insônia é a queixa mais comum relativa ao sono. Segundo os médicos especialistas no tema, quase todos os adultos sofrem de insônia em algum momento da vida. Para os insones crônicos, a falta acumulada de sono reduz a qualidade de vida e causa problemas de saúde, depressão, redução do desempenho no trabalho, bem como acidentes no trabalho e de trânsito. Embora seja mais freqüente em idosos e mulheres, a insônia pode afetar pessoas de todas as idades e culturas. O sono não é apenas uma pausa em um estilo de vida agitado. Dormir bem é essencial para a boa saúde física e emocional. A falta de sono e os seus distúrbios podem aumentar o risco de cardiopatias, hipertensão arterial, problemas pulmonares, bem como aumentar a probabilidade de confusão, problemas emocionais, etc.

A Higiene do Sono
Assim como a higiene do corpo, alguns hábitos saudáveis e preventivos podem ajudar para um sono adequado:

• Procure dormir e acordar sempre no mesmo horário;
• Deite somente quando estiver realmente com sono;
• Não fume e não faça uso de bebidas alcoólicas. Não exagere no café, chá e refrigerante.
• Faça refeições leves antes de dormir.
• Certifique-se de que não há claridade no quarto e a temperatura é agradável.
• Procure praticar atividades físicas em horários adequados e nunca próximo à hora de dormir.
• Dê preferências às atividades relaxantes após o jantar.
• Reserve um período no início da noite para planejar e pensar nos problemas e atividades do dia seguinte.
• Regule o relógio para despertar e levantar sempre no mesmo horário, o que ajudará o organismo a adquirir um ritmo de sono consistente
• Evite cochilar ou deitar durante o dia (com exceção das pessoas idosas que podem necessitar de cochilo breve no meio do dia).

Controle adequado

Para acompanhar o que há de mais novo em relação às pesquisas e aos estudos científicos que apontam a manutenção do sono como o principal desafio da insônia, a Sanofi lançou o Stilnox® CR (tartarato de zolpidem de liberação prolongada, comprimidos), aprovado pela Anvisa para o tratamento da insônia aguda ou transitória (curta duração), em pacientes adultos (dose de 12,5mg) e idosos (dose de 6,25 mg), com dificuldade de manter o sono e/ou para adormecer. O medicamento traz um avanço na sua formulação: age sobre os centros do sono e apresenta dupla camada de liberação. Uma é liberada imediatamente, ajudando o paciente a iniciar o sono. A outra, posterior, atua ao longo da noite e favorece a manutenção do sono. O Stilnox® CR ajuda a preservar os diferentes estágios do sono a noite inteira. Os eventos adversos mais comuns são dor de cabeça, náusea, tontura, entre outros. As reações, teoricamente, devem ser menores se o zolpidem for administrado imediatamente antes do paciente deitar-se ou na cama e ocorrem com mais frequência no início da terapia e em idosos.

Para mais informações sobre prescrição do medicamento, a bula está disponível para profissionais de saúde brasileiros no site WWW.medicalservices.com.br.

 

Esse comunicado é dirigido exclusivamente à imprensa especializada. As informações veiculadas neste documento têm caráter apenas informativo e não podem substituir, em qualquer hipótese, as recomendações do médico ou farmacêutico nem servir de subsídio para efetuar um diagnóstico médico ou estimular a automedicação. O médico é o único profissional competente para prescrever o melhor tratamento para o seu paciente.

Sobre a Sanofi Brasil

A Sanofi é líder global de saúde diversificada. No Brasil desde o final dos anos 50, é o primeiro grupo do mercado farmacêutico brasileiro. Juntas, a Sanofi Farma, Sanofi Pasteur, Medley, Genzyme e Merial empregam mais de 5.200 pessoas no País. Como empresa global, a Sanofi respeita a cultura e diversidade de talentos de seus colaboradores e acredita que essas diferenças sejam fundamentais para construir uma organização plural e participativa.

A Sanofi tem uma ampla experiência e comprometimento no controle da insônia (dificuldade para iniciar e manter o sono). O medicamento Stilnox® (tartarato de zolpidem) está presente no mercado há mais de 20 anos, sendo avaliado em centenas de estudos clínicos.

Para saber mais, visite www.sanofi.com.br
 

Compartilhar
Sala de imprensa Tino Comunicação
Empresa TINO COMUNICAÇÃO
Contato Vinicíus Volpi
E-mail vinicius@tinocomunicacao.com.br Fone (11) 35293618
Editoria (s) Comportamento, Saúde
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
Não há Conteúdos relacionados.
Não há Tag's relacionadas.
busca avançada
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Gestor
Monitor
Ao Vivo
Conhecimentos
Prêmios
Crises
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta