Home Institucional Produtos e Serviços Estatísticas Newsletter Ferramenta Local MailingNet Fale Conosco
Central de Atendimento: (11) 3341-2800
Login
Senha
Esqueci minha senha
Leitura de conteúdo
Pautas | Link Comunicação | 30/06/2011 18:02:02 | 495 Acessos
Saiba as diferenças entre condomínios e residenciais
Visualizar imagem
Privatizar espaços públicos é contra a lei. Mesmo assim, centenas de ruas impedem a livre circulação dos pedestres. Reinaldo Franco e Wilson Santoro, respectivamente presidente e vice-presidente da APRPP - Associação dos Proprietários do Residencial Parque dos Príncipes (APRPP), explicam o que são espaços públicos e os privados e discutem a manutenção das vias e calçadas abertas para a população

Existem 400 ruas em São Paulo que detêm autorização municipal para impedir o acesso de veículos em suas dependências, mas as barreiras instaladas não podem impedir a circulação de transeuntes, por isso a legislação determina análise prévia da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da Procuradoria Geral do Município, para licenças de obstrução de vias obtidas por associações de moradores.


No entendimento do Ministério Público, o fechamento de ruas pode criar um ambiente de isolamento e transformar bairros em condomínios horizontais. “A alegação parece pertinente: por razões de conforto e segurança, nos últimos 20 anos, as construções em condomínios fechados passaram a ser muito procuradas pelas classes A e B. Essas pessoas optaram por morar nesses lugares por oferecerem tranquilidade, segurança e qualidade de vida, não se importando por pagar um preço caro por isso” afirmam Reinaldo Franco e Wilson Santoro, respectivamente presidente e vice-presidente da Associação dos Proprietários do Residencial Parque dos Príncipes (APRPP).


Segundo eles, os primeiros condomínios fechados no Estado de São Paulo surgiram na década de 70, nos municípios de Barueri e Santana do Parnaíba, a partir da construção de Alphaville, que se transformou em sinônimo de ilha de alto padrão e, em seguida, pelo lançamento de Tamboré. “A regulamentação desses espaços é determinada pelas leis 6766/79 e 4591/64 que estabelecem normas específicas atendendo às exigências urbanísticas de planejamento municipal”, explicam.


Nos dicionários, a palavra condomínio significa propriedade comum, com áreas privativas e outras de uso pela comunidade. Já o condomínio fechado é aquele protegido por sistemas de segurança e controle do acesso de pessoas e veículos às suas instalações. São considerados condomínios horizontais aqueles onde são construídas apenas casas, sem edificações verticais como prédios de apartamentos.


“Normalmente, nos condomínios fechados, para entrar, a pessoa deve ser autorizada por algum morador e tem que se registrar à portaria, com o número de identidade ou outro documento”, ressaltam.
De acordo com Reinaldo e Wilson os locais privativos são totalmente murados, compostos de poucas ruas (não pertencentes à municipalidade, portanto, espaços privados) e contam com alguma área comum destinada à administração e lazer. “As principais vantagens dos condomínios ficam por conta do rateio das despesas e a possibilidade de contar com uma boa segurança. Alguns chegam a possuir uma infraestrutura tão farta que seus moradores nem precisam sair e conviver com o lado externo. Todos os condôminos, porém, são obrigados a contribuir com as despesas. Devem acatar as convenções, os regulamentos internos e as decisões das assembléias”, asseguram.


Para os moradores do Residencial Parque dos Príncipes, ao contrário dos condomínios, os residenciais são bairros planejados, porém, abertos. São remanescentes de loteamentos, nos quais, a partir do registro em cartório, as vias, praças e áreas livres passam a integrar o domínio do município em que estão localizados. As entradas de acesso são liberadas ao público, sem o controle de entrada e saída. “Esses núcleos habitacionais são comumente gerenciados por uma associação de proprietários, constituída juridicamente, que presta diversos serviços, como vigilância e limpeza, obras manutenção, implantação de melhorias, negociações com o poder público, dentre outros”, justificam.
E completam: “nesses empreendimentos instalam-se unidades autônomas, sobre as quais podem ser realizadas construções, de acordo com a vontade de seu proprietário, desde que observadas as restrições impostas pelo loteador. Sem um condomínio formalmente constituído, os integrantes dos residenciais devem contribuir com um valor correspondente para rateio das despesas e benfeitorias, pois não seria justo que se beneficiassem dos serviços prestados e das melhorias realizadas sem a devida contribuição”.


“Este é o caso, por exemplo, do Residencial Parque dos Príncipes, situado na zona Oeste da Capital que, cumprindo com o que determina a legislação, mantém suas vias de entrada abertas, sem qualquer restrição ao acesso de carros ou pedestres. Em cooperação com o poder público, realiza a manutenção das áreas verdes do local e, para garantir a segurança dos moradores, possui uma equipe de vigilância e monitoramento por câmeras”, acrescentam presidente e vice-presidente da associação.
Reinaldo e Santoro compartilham da mesma opinião, sem dúvida, a multiplicação dos condomínios ilegalmente fechados tem acontecido nos últimos anos, pela incapacidade das autoridades em oferecer espaços seguros e aprazíveis para toda população. “A solução, no entanto, ao invés de privatizar áreas públicas com o fechamento de vias, passa pela preocupação dos moradores em manter parcerias com a municipalidade e assumir o compromisso de manter a integridade de seus locais de moradia, sem prejudicar o direito de ir e vir do cidadão”, analisam.
 

Compartilhar
Sala de imprensa Link Comunicação
Empresa LINK COMUNICAÇÃO & PROMOÇÃO S/C LTDA
Contato Erick Paytl
E-mail linkerickpaytl@gmail.com Fone (11) 30341155
Editoria (s) Constr./Arquitetura
"A Maxpress publica pautas e notas de clientes a quem cabe toda e qualquer responsabilidade pelas informações nelas contidas, e pelos direitos eventuais de autoria e de imagem."
Não há Conteúdos relacionados.
Cerca ASTRONAUTA LOGOMARCA MERCADO NEGÓCIOS INDICADORES
assina NOMEADA HOSPITAIS VERDADEIRAS ESPAÇO SETOR
região PRODUTIVIDADE OMEGA ATIVAMENTE BEM-ESTAR KPMG
ganha DOMINGOS SEARA INTEGRA MEDICAL ARMÁRIOS
APOSTA JORGE BRASILEIRO SEGUROS SUSTENTÁVEIS ZURICH
PROTEÇÃO FERRAMENTA CONSUMIDOR VÍNCULO QUALIDADE RH
OBTÉM ELEITA ACIONÁRIO JOVENS SMARTPHONES MELIÁ
PROMOVE REPRESENTANTES DASSAULT GEHRINGER CURSO PMES
SOLUÇÃO PEQUENOS SECOVI-SP PARTICIPAÇÃO LIVRO LANÇA
PROCESSOS ABREM CRM CONVERGENTE disse OUTUBRO
INAUGURA NEGOCIAÇÕES CONTOU COMPETITIVIDADE apresentam CAMPINAS
SANTOS CLÍNICAS HUMANOS OFICINA MG BOMPREÇO
PROL NOVAMENTE DOMÉSTICO INVESTIMENTO trabalhistas ALGAR
CAI USUÁRIOS RECONHECIMENTO PRETO atribuídos CARREIRAS
VENCEDORES GUILHERME TECNOLOGIA ATENTO APAEs PRESIDENTE
DIVULGA USA ROSA BRF Capgemini EMPREENDEDORES
CHEGAR AZUL REUTERS SERVIÇOS Aldrin EXCLUSIVO
REGISTRA EMPRESÁRIO CONSULTÓRIOS SOCIAL condenada MILHÕES
ABRE INÉDITO ADULTOS MUNDIAL BERENICE KLABIN
VICE-PRESIDENTE COBRANÇA SOLUÇÕES NATAL Tile WALMARTCOM
VOLKSWAGEN THOMSON MÉDIA CONTRATAÇÃO PITCH EXPORTAÇÕES
COOPERATIVA ACIDENTES VIDEO CONFERÊNCIA Afif CAMPANHA
AUMENTAR BUZZ QUARTA ENERGIA anaeróbico EDIÇÃO
CONQUISTAR POSICIONAMENTO ELIANE PROGRAMA Onshore LISTADA
BELO FARMACÊUTICA PERRONE TERCEIRA CBTD BRASILEIROS
TELECOM BRAZIL CONHECIMENTO EQUIDADE TRYP FEIRA
GREEN LEVANTAMENTO ESTRÉIA SANTA OMNI-CHANNEL CONSTRUÇÃO
SUPERA DOA RELATO 'Papo TENDÊNCIAS
REUNIÃO RECONHECIDA INTERNATIONAL COMPREENDER Axalta AÇÕES
NÚMERO GARTNER ATENDIDO CONCLUI Prosegur BMFBOVESPA
ADQUIRE NORTE-AMERICANOS RACIAL EDUCAÇÃO GetNet REVISTA
CHAMADAS ESTRATÉGICA ANEFAC GRANDE Amdocs NEGÓCIO
SERASA QUEDA CHUBB GOVERNO superabsorventes RELACIONAMENTO
ALUNOS APARTAMENTOS CONTRATO INTERFARMA Abiquifi APONTA
DISCUTIR JOHNSON CRIATIVIDADE VIRTUAIS GoPro revela
AMPLIA MAX APROXIMA AMÉRICAS Tammaro Friday
ATUAIS ESTIMULAR TRANSPORTES CONTROLE SOROVALE condenado
MÉDICOS PIONEIRA SEGURANÇA INTEGRADO AKKA discriminatória
MINISTRO BASF ALUGUEL TECHONOLOGIES DMI-VivaReal JSL
GIFT INTERATIVIDADE LUGAR FALTA LinkGo Salesforce
EMPRESÁRIOS UTILIZAM VOLARE BRASILEIRA Fights CivilLançamento
GUARULHOS PLANEJA NOVEMBRO SELMA intraempreendedorismo Cleide
CONCESSIONÁRIA ZEN LOJAS TRABALHADORES Empreendedor' modelo
MOBILIDADE PERFUMARIA ESTABILIZAÇÃO SYSTÈMES Cuidadora OFERECE
PREVISÃO GOSTA DIRETOR EMPRESA negícios SUSTENTABILIDADE
RECURSOS EXPERIAN PROVEDORA CARD EGIS CONSECUTIVO
CRIAÇÃO HÁBITOS REDE GRC LENC ANHANGUERA
HOTÉIS TRABALHADOR RIBEIRÃO APRESENTA ECOSAN MERCADOS
HOTELS PARTICIPOU GESTÃO ELSEVIER MBR PARTICIPA
ENGENHARIA OTIMISMO TERCEIRIZAÇÃO ABRAHÃO ÍNDICE PALESTRA
APLICAÇÕES RESPONSÁVEIS CARUARU VENDAS PRODUTOS EMPRESARIAL
PRÁTICAS ATUA CATARINA FLOOR ENTRA PROFISSIONAL
VENCE BISCOITOS HORIZONTE PRIORIZAR CONQUISTA ANUNCIA
ESTUDO VENTO CHINA DESEMPENHO BOLSAS FÓRUM
PARTICIPANTES WINE SAÚDE ADMINISTRAÇÃO REALIZAM EVENTO
SARAIVA ABES MARCAS IMÓVEIS HOSPITAL ETHOS
COLABORADORES FIDELIZAÇÃO LIMPEZA INOVAÇÃO BLACK ISE
ASSOCIAÇÃO CAUSAS MARÇO ESCRITÓRIO ESCOLHE realiza
DUPONT SECRETARIAS HELIBRÁS TRAÇAM ELEITO PESQUISA
APRESENTAR BETIM PRODUTO PESSOAS REALIZADA CLIENTES
EDIFICAÇÕES BARBOSA MECANISMOS FINANCEIRA SAMARITANO PAULO
UNIMED APOSTAM CONECTADA MAGAZINE TRIMESTRE PRÊMIO
LUIZA IRREGULARIDADES INDÚSTRIA INÉDITA HP EMPRESAS
NECESSÁRIO ITAIM AC ELIFE CARTEIRA ANO
PANORAMA TERCO RICARDO NUVEM OLIVEIRA BRASIL
PERFUME IDOSA REVESTIMENTOS
busca avançada
MAXPRESS
MAXETRON
Serviços de Tecnologia
e Informações LTDA
Copyright© 2010 Maxetron.
Todos os direitos reservados.
All rights reserved
Política de Privacidade
Portal Maxpress
Grupos editoriais
Arte e Lazer
Feminino e Masculino
Ciência e Ambiente
Geral
Comunicação
Nacional e Mundo
Economia e Finanças
Saúde
Empresas
Transportes
Esportes
Turismo
Portais
Institucional
Produtos e Serviços
Anúncio de banner
Contato
Fale conosco
MaxPR
Públicos
Imprensa Brasil
Corporativo
Governo Brasil
Imprensa latina
Vip
Ferramentas
Distribuidor
Monitor
Prêmios
Serviços
Mailing avulso
Job
Facilidades
Saídas
Minha conta